State Grid Brazil adere ao Mercado Livre de Energia na condição de cliente consumidor

Rio-Tower-Acervo_SGBH

Parceria com a CPFL permitirá economia de 30% no consumo de eletricidade da transmissora de energia 

Com as recentes mudanças regulatórias e a expansão do Mercado Livre de Energia, a transmissora State Grid Brazil Holding (SGBH) aderiu às novas regras como cliente consumidor. Em contrato recentemente assinado, a SGBH passa a utilizar energia fornecida pela CPFL para operação em 13 subestações pelo país e no prédio-sede, no Centro do Rio de Janeiro. Os contratos firmados pelo prazo de cinco anos com a CPFL – que faz parte do grupo State Grid Corporation of China – incluem a adaptação do sistema de medição, executado pela companhia paulista.  

 

No Ambiente de Contratação Livre (ACL), regulamentado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), os consumidores habilitados têm a liberdade de escolher o fornecedor de energia elétrica de qualquer parte do país e com os associados do Sistema Interligado Nacional (SIN), podendo negociar contratos bilaterais de  compra e venda de energia elétrica de curto, médio ou longo prazo, com condições livremente negociadas para o fornecimento de energia, incluindo preço, prazo de fornecimento, quantidade de energia, condições de pagamento, taxas de reajuste etc. 

 

“Identificamos uma excelente oportunidade para a State Grid migrar para o Mercado Livre com segurança e baixo risco, e que nos permite adquirir a energia elétrica que utilizamos de empresas geradoras ou comercializadoras como alternativa ao mercado regulado tradicional, cujo fornecimento atualmente é feito pela concessionária local. Desta forma, foi possível negociar livremente as condições contratuais, viabilizando a economia de ao menos 30% em eletricidade em nossas unidades, a partir de 2024 e nos anos seguintes”, detalha Jorge Bauer, Vice-Presidente de Operação e Manutenção da State Grid Brazil Holding.  

 

O processo de concorrência conduzido pela SGBH para a escolha do fornecedor envolveu consulta a seis fornecedores, considerando algumas premissas buscando maior economia, menor risco garantindo segurança operacional às instalações, tendo em vista a transição energética, além do atendimento às condicionantes legais e regulatórios.  

Sun Tao, Chairman da SGBH, também destacou: “Outra exigência relevante levada em consideração foi a possibilidade de aquisição de energia de fontes renováveis como eólica, solar e biomassa, em mais um passo que damos alinhados aos critérios ESG, de acordo com a responsabilidade ambiental da State Grid e alinhados ao plano global de transição energética”. 

 

 Sobre a State Grid Brazil Holding 

A State Grid Brazil Holding (SGBH) é uma empresa brasileira, parte do grupo State Grid Corporation of China, e atua no setor de transmissão de energia elétrica desde 2010, já tendo investido mais de R$30 bilhões no país. A empresa possui 24 concessionárias, utiliza tecnologia de ponta, e está sempre comprometida com altos padrões de segurança e respeito ao meio ambiente. Com sete regionais e 30 bases de manutenção, a SGBH opera mais de 16 mil quilômetros de linhas de transmissão passando por 13 estados no país, equivalente a 10% de toda a malha elétrica brasileira, o que torna a companhia uma das maiores no Brasil no setor. Entre seus principais empreendimentos, estão as linhas de transmissão da Usina de Belo Monte, que escoam energia do Norte ao Sudeste do Brasil. São as maiores linhas de transmissão do mundo que utilizam a tecnologia de ± 800 kV UATCC. 

Ex: 2001, 2010, 2021