State Grid sedia primeira reunião anual da ABRATE

State Grid sedia primeira reunião anual da ABRATE

Release enviado em 23/03/2023 

Evento debateu questões sobre segurança de trabalho e aprovou as contas da entidade

 A State Grid Brazil Holding sediou nesta quarta-feira (22/3) o primeiro encontro anual da Associação Brasileira das Empresas de Transmissão de Energia Elétrica (ABRATE), com reuniões do Comitê de Saúde e Segurança, Conselho Deliberativo e Assembleia-Geral. Pela manhã, o Comitê de Segurança e Saúde (CSS) apresentou os dados anuais de segurança do trabalho coletados junto as associadas. Na parte da tarde, foi realizada a Assembleia-Geral da associação, em que foi apresentado o Relatório Anual e Atividades de 2022, e foi aprovada a demonstração financeira anual. O Conselho Deliberativo também se reuniu para discutir assuntos estratégicos para a ABRATE, com a presença dos vice-presidentes da SGBH, Ramon Haddad e Jorge Bauer.

 – Foi um prazer receber a ABRATE que, com 29 associadas, reúne quase a totalidade das empresas de transmissão de energia. Destaco a relevância desse evento, tanto para a ABRATE, como para a State Grid Brazil que pode usufruir dos benefícios de sua representatividade – destaca o vice-presidente da SGBH e do Conselho Diretor da ABRATE, Ramon Haddad.   

 A importância de se identificar as causas e prevenir futuros acidentes norteou as discussões do Comitê de Saúde e Segurança durante a apresentação dos dados reunidos junto às associadas. Das 29 associadas à ABRATE atualmente, 23 reportaram suas ocorrências relacionadas a acidentes de trabalho. 

 O diretor de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da State Grid Brazil, Ricardo Felix, destacou a importância de se gerar conhecimento a partir da análise de dados sobre essas ocorrências, e acrescentou: 

 – Temos uma máxima na State Grid que é a prevenção, com a segurança em primeiro lugar. Na ABRATE compartilhamos o conceito de “riscos ocultos”, que são associados normalmente à falha de equipamentos que poderiam resultar em acidentes com pessoas. Esta é uma oportunidade para se criar uma base de dados robusta de risco oculto no nosso comitê de saúde e segurança da ABRATE. Se uma empresa sabe do problema, faz a manutenção e passa por essa experiencia e não compartilha com as demais, perdemos a oportunidade de termos esse conhecimento e evitar o próximo acidente – pontua Ricardo Felix.  

 Os dados sobre acidentes de trabalho informados pelas transmissoras à ABRATE serão usados na criação de um painel de indicadores de Saúde e Segurança no Trabalho. A uniformização dos dados estatísticos permitirá a formatação de um padrão de avaliação do desempenho das transmissoras no que diz respeito ao tema. 

Ex: 2001, 2010, 2021